Academy Cardano crypto

O que é Cardano?

maio 22, 2018 - 5:02 pm
Conheça sobre a Cardano, a plataforma exclusiva da criptomoeda ADA e desenvolvida com Haskell, linguagem de programação bem vista em meios acadêmicos.

A plataforma Cardano

Com a ambição de se tornar um sistema de transações independente da rede bancária, a plataforma Cardano já foi chamada de 'Ethereum Japonês' por especialistas. No entanto, essa plataforma possui características próprias, que a tornam bastante promissora. Semelhantemente a outros sistemas, a Cardano também é baseada no princípio de um Blockchain e tem sua criptomoeda, a Ada (ADA). Sobre este tema, cabe ressaltar que o Cardano foi desenvolvido para operar com diversas criptomoedas, compatíveis com sua carteira Daedalus, no entanto, unidades ADA são exclusivas da Cardano até o momento (maio de 2018). Entre suas propriedades, destacam-se uma arquitetura de sistema em camadas, que permitem a criação de smart contracts (contratos inteligentes), aplicativos descentralizados e execução de multi-tarefas de forma rápida e segura.

O 'Ethereum Japonês'

Fruto de um projeto que teve início em 2015, a Cardano foi lançada em 2017. Chamada de 'Ethereum Japonês' por especialistas, teve seu desenvolvimento liderado por Charles Hoskinson, um dos fundadores do sistema Ethereum. O adjetivo 'japonês' tem origem nos investimentos recebidos durante sua fase de ICO, que contou com uma participação japonesa de mais de 90%. Desta forma, por contar com a expertise de profissionais especializados em criptomoedas, o conceito da Cardano não implica na substituição de protocolos, nem na reformulação de sistemas existentes. Segundo a própria, ela foi criada para melhorá-los. Assim, ela se apresenta como a forma mais aperfeiçoada de transações em sistemas baseados em Blockchain. Para tal, a Cardano introduz melhorias significativas em relação ao Ethereum por exemplo. Sua engenharia é maleável, o que significa que seus protocolos de funcionamento e algoritmos criptográficos podem ser substituídos ao longo do tempo, mantendo-a na vanguarda das inovações tecnológicas. Além disso, essa característica também tem como finalidade combater o surgimento de Forks na ADA. Vale lembrar que este foi um problema enfrentado pela Ethereum, forçando a criação da Ethereum Classic. Ainda no comparativo com a Ethereum, a Cardano usa como consenso o Proof of Stake (PoS). A saber, o consenso é o princípio de legitimação de mineração e transações de criptomoedas. Ademais, o PoS é reconhecidamente uma das formas mais rápidas e seguras deste expediente. Desta forma, o PoS exclusivo da Cardano soluciona problemas de escalabilidade, proporcionando velocidade exponencial em transações. Em tempo, essas são dificuldade enfrentadas não só pelo Ethereum como também pelo Bitcoin. A Cardano também foca em mercados conservadores, visando seu estabelecimento com protocolo de pagamento bancário. Assim, é possível que documentos sejam anexados a transações, sendo transmitidos a altas velocidades, diminuindo o tempo de espera e burocracia.

A moeda digital ADA, a 7º em valor de mercado

O nome da criptomoeda, ADA, é inspirado em Ada Lovelace. Matemática do século XIX, ela é conhecida como a primeira programadora da história. Por sua vez, as frações de ADA são chamadas Lovelace. Esta homenagem reforça o caráter acadêmico do sistema desenvolvido pela Cardano, bastante usado em universidades, por pesquisadores e matemáticos. Atualmente, estão em circulação cerca de 31 bilhões de ADAs, sendo que aproximadamente 5 bilhões reservados para os desenvolvedores. Ao todo, é previsto o máximo de 45 bilhões de ADA. Desta forma, ainda existem mais de 13 bilhões de unidades a serem mineradas.

Comentário

Notícias mais relevantes