Litecoin

O que é Segwit?

maio 14, 2018 - 12:22 pm
Entenda mais sobre o Segwit, o sistema de melhoria de transações de criptomoedas e sua importância para o mercado de Blockchain.

Segwit foi uma necessidade técnica

Desde sua criação em 2009, era previsto que o sistema de transações do Bitcoin poderia apresentar problemas de escalabilidade. Isso ocorreria devido ao processo das transações em blocos, dentro de um Blockchain, conter dados que permitem a rastreabilidade desde sempre das unidades de Bitcoin. Embora essa seja a característica que torna possível a segurança e a legitimidade das transações, ela também acarreta em problemas práticos. Um dos maiores deles é a escalabilidade de informações. Desta forma, poderia chegar o ponto em que um bloco de Bitcoin conteria tanto registro de informação que a transação de uma unidade da criptomoeda demoraria tanto tempo, que a mesma se tornaria inviável. Para prevenir a chegada deste cenário hipotético, os mesmos criadores do Bitcoin desenvolveram o sistema 'Segregated Witness', popularmente chamado de Segwit. Este sistema proporciona melhorias gerais nas transações de criptomedas em Blockchains. Lançado em 2017, versões de Segwit já foram lançadas também para outras criptomoedas, entre elas o Litecoin.

Como o Segwit funciona

Podemos dizer que o Segwit é um organizador de dados. Sua atuação se dá sobre blocos de criptomoedas. Um bloco é um conjunto de informações que representa a unidade total de um valor de criptomoeda. Neste bloco, existem duas informações principais: o header, contendo metadados, e os dados de transações. O grande problema da escalabilidade ocorre nestas informações. Portanto, são registrados os scrypts de todas as transações daquele bloco. É como se uma nota de 2 Reais acompanhasse um relatório com o extrato detalhado de todas as pessoas a quem pertenceu. Tudo desde sua impressão no Banco Central. O Segwit é responsável pela segregação dessas informações referentes à transação, criando um bloco anexo ao bloco principal com os metadados. Esta divisão tem um efeito imediato: a diminuição do tamanho em bytes do bloco principal. Enquanto isso, o bloco criado pelo sistema, contendo os registros de scrypts, mantém a funcionalidade do sistema Blockchain. O que diminui o espaço ocupado na rede e aumentando a velocidade de transações.

Maleabilidade

Outra preocupação dos desenvolvedores de criptomoedas, como o Bitcoin e o Litecoin, era quanto à maleabilidade de transações. Apesar de bastante seguro, o sistema de assinatura criptografada não abrange todos os dados de transações. Isso implica que existe a possibilidade, embora pequena, de que dados sejam modificados, permitindo roubo de frações de criptomoedas. O Segwit também soluciona esse problema. Ao segregar os dados de transação em um bloco específico, o Segwit torna imutável o ID de transação. O que impossibilita fraudes em assinaturas digitais.

Ativação do Segwit para Litecoin

Lançado oficialmente em meados de 2017, o Segwit para Litecoin está ativo. Embora falhas na atualização de aplicativos de Litecoin Wallet, como Electrum-LTC, tenham sido notadas, o Litecoin tem operado em conjunto com o Segwit sem maiores problemas. Segundo o representante da Fundação Litecoin, Xinxi Wang, a operação do Litecoin em conjunto com o Segwit já era considerada um sucesso. Isso se deu também graças à incorporação deste upgrade de transações por parceiros e comerciantes. Vale lembrar que um dia após a adoção desse sistema, o Litecoin alcançou uma valorização de 20%. Esse é, portanto, tamanho o otimismo do mercado sobre essa melhoria. 

Comentário

Notícias mais relevantes