Academy Educação Financeira

A importância da alfabetização financeira em criptomoedas

junho 14, 2018 - 3:09 pm
Olá leitores da Ucoinvest Brasil, na coluna dessa semana vou falar sobre a importância da alfabetização financeira em criptomoedas.

Você já ouviu falar em Criptomoedas?

De 2017 para cá, a criptomoeda virou notícia, apesar de datar desde 2009. Criptomoeda é um tipo de moeda digital (meio de troca) que utiliza a criptografia e a tecnologia de  blockchain. Essa tecnologia é usada para garantir mais segurança em transações financeiras realizadas na internet. Da mesma maneira, que a moeda tradicional possui números de série ou listras ocultas em seu interior para impedir a falsificação, a criptomoeda utiliza códigos que são difíceis de identificar, protegidos por criptografia, dessa forma impedindo a criação de novas unidades da moeda. Recentemente, a educação financeira foi reconhecida como fundamental e indispensável para um adulto e esta alfabetização financeira deve iniciar ainda no ensino fundamental e médio para quando chegar à fase adulta não ter tantos problemas relacionados ao dinheiro como se tem hoje em dia. Em um futuro não tão distante, a alfabetização em criptomoedas provavelmente será a próxima habilidade de que todo mundo precisará. Provavelmente, o que a alfabetização financeira foi para o século 20, a alfabetização em criptomoedas pode acabar sendo para o século 21. A indústria criptográfica está crescendo e acaba por afetar uma série de setores econômico tais como: bancos, financeiras, comércio, indústrias, publicidade, comunicações, análise e armazenamento de dados, saúde e até mesmo imóveis. As criptomoedas servem para comprar bens e serviços na internet, com transações podendo ser realizadas em qualquer lugar do mundo, sem existe um limite mínimo ou máximo de valor. O Bitcoin, primeira criptomoeda criada, era chamado pelo pseudônimo de Satoshi Nakamoto e foi criado em 2009, sendo uma das mais conhecidas criptomoedas dentre as inúmeras existentes. A maioria das pessoas já ouviu falar do bitcoin, mesmo que não tenha a menor ideia do que é.

Bitcoin: mais de 20 milhões de pessoas já investem na criptomoeda

De um tempo para cá, o bitcoin é assunto nos jornais, noticiários ou em conversas rotineiras. O fato é que estas moedas têm dado o que falar. No entanto, por mais que a maioria não saiba de fato o que é o bitcoin, mais de 20 milhões de pessoas já possuem carteiras Bitcoin, e esse número só está aumentando. A moeda virtual é descentralizada e significa que pode passar para outras pessoas sem ter o intermédio de bancos e financeiras. Isso é chamado de sistema ponto-a-ponto. E por não existir uma intermediação de autoridades e/ou bancos, as taxas são bem menores. Além de também se poder realizar transações com qualquer país. Contudo, poucas pessoas possuem entendimento sobre o que é criptomoeda, seus benefícios e como evitar as armadilhas pelo caminho, visto que não há regulamentação. Para se ter uma ideia, uma pesquisa realizada pela PWC Brasil demostrou que apenas 6% dos entrevistados podem afirmar estar muito familiarizado com criptomoedas. O baixo nível de educação em criptomoeda aumenta o risco de fraude, principalmente, pessoas inexperientes que entram no mercado. Com isso, o rápido desenvolvimento do mercado será insustentável se a educação da base (os usuários) não souber acompanhar. Assim, a alfabetização financeira em criptomoeda faria com que os usuários tivessem habilidades e conhecimentos necessários para uma tomada de decisão eficaz e sobre todos os seus recursos relacionados às criptomoedas. Já existe uma plataforma de investimento e negócios educacionais que oferece aos usuários a oportunidade de obter conhecimento. Além de aprender habilidades de negociação sobre criptomoeda, como é o caso a Taklimakan Network. Neste tipo de plataforma, cada usuário poderá escolher um mentor para orientá-lo pelas complexidades do investimento em criptomoedas.

Alfabetização financeira: Não coloque mais dinheiro do que você pode perder

Caso você está interessado em investir em criptomoeda, lembre-se. "Criptomoedas ainda são uma classe de ativos nova e hiper-voláteis, e podem cair para quase zero a qualquer momento. Não coloque mais dinheiro do que você pode perder”. Vitalik Buterin, criador da Ethereum. Por isso, o objetivo desse artigo, é alertá-lo da importância de se ter um conhecimento desta nova categoria de investimento. Ou seja, sobre a alfabetização financeira em criptomoedas para que não cai em golpes. Ou até mesmo perca dinheiro, devido à falta de informação. O criador da Ethereum, Vitalik Buterin, sempre alerta seus investidores que aplicam todo o seu dinheiro nelas. Segundo ele, essa não é uma boa decisão. “Se você está tentando descobrir onde armazenar suas economias de vida, os ativos tradicionais ainda são a aposta mais segura”. O futuro das criptomoedas ainda é incerto. De qualquer forma, não aposte todas as suas economias nesse mercado. Procure alternativas de investimento. Ou seja, a diversificação de sua carteira de investimento, ainda se mostra o conselho mais sábio para o momento. Você já investiu em criptomoedas? Conta aqui a sua experiência... Até a próxima!

Comentário

Notícias mais relevantes