Academy Educação Financeira

O que a balança tem a ver com a fatura do cartão de crédito?

julho 27, 2018 - 11:55 am
Balança e fatura do cartão de crédito? Qual a semelhança que essas duas coisas distintas têm em comum? A maioria das pessoas gasta o dinheiro sem controle algum. Primeiro porque não possuem um plano, um objetivo com o dinheiro. Segundo porque somos orientados o tempo todo a sermos consumistas. Comprar coisas o tempo todo. Ah Cris, mas o meu salário, pró-labore é para me manter e pagar contas... Mesmo para isto precisa saber como gastar. Muitas pessoas me perguntam: “Cris, por que é tão difícil controlar nossas despesas”? Sempre inicio a minha fala, afirmando que não tem como falar em orçamento, sem mencionar anteriormente o controle financeiro. Vamos imaginar que estamos no domingo à noite, comendo pizza, bebendo refrigerante, com direito a sobremesa e pensa bem assim “ eu mereço porque passei a semana de dieta e uma vez na semana não terá problema hehe. Esta é a desculpa que conta para si, mesmo tendo comido macarronada no almoço, feijoada no dia anterior e tudo que tinha direito pois, enfim teve uma semana super difícil e merece ser “feliz”, não é? Quem nunca pensou e fez algo parecido? Aí pergunto: qual é a probabilidade desta pessoa se pesar na segunda-feira? É mínima não é? Quem nunca fugiu da balança? É a mesma coisa com o cartão de crédito. Muita gente evita acompanhar o gasto mensal do cartão. Isso para não ter que parar de ter os pequenos prazeres do dia a dia. Porém, sem uma consciência da utilização, um dia não terá como realizar nenhum tipo de compra. Claro que o cartão de crédito se bem utilizado é prático e muito útil.

Faz alguma diferença saber o peso ou tamanho do estrago na fatura do cartão de crédito?

Ao fugirmos da realidade, estamos no autoengano e assim, nos tornando vulneráveis mais facilmente aos problemas. Você não vai parar de engordar se não encarar a balança. Mas se souber o seu peso, sentirá na pele, se está confortável e de bem com o espelho, saúde ou se precisa emagrecer. Logo de cara, terá um incentivo para iniciar uma dieta e plano de exercícios. Mas se não partir de uma consciência, acreditará que sempre poderá comer aquela sobremesa ou se exceder nas batatas fritas, por exemplo. Assim, o controle é realizado através da balança. Voltando para as finanças, o nosso orçamento é que nos mostrará se estamos equilibrados financeiramente ou se precisamos diminuir algumas despesas. Quem sabe exatamente o que gasta todo mês e como gasta tem mais condições de decidir. Como por exemplo, programação para uma viagem internacional, a decisão de comprar a passagem será dentro de um planejamento para a viagem e para quem foge da fatura, realiza a compra da passagem e simplesmente parcela em inúmeras vezes, achando que a parcela cabe no bolso. Para termos uma vida financeira equilibrada e saudável, podemos tirar ótimas lições das melhores dietas. As dietas que funcionam são aquelas em que lhe dão mais liberdade de escolher o melhor para seu organismo e funcionam separando grupos de alimentos. No plano financeiro, acontece de maneira bem similar. Comece revisando seus gastos correntes, analise seus gastos atuais e separe um tempo para categorizar as despesas do último mês de acordo com o seu extrato bancário. Tenha metas também para poupar e investir parte do seu dinheiro, não pense somente em pagar conta, tenha estratégias de investir em seu futuro.

Confira algumas dicas que podem auxiliá-los a monstar um projeto de longo prazo para sua vida:

  • Tenha disciplina: você não precisa anotar gasto a gasto, mas precisa acompanhar a fatura do cartão por exemplo. Mas a sensação de ver as contas diminuindo e o patrimônio crescendo é muito boa.
  • Fuja de extremismos: não corte de vez os supérfluos, pois isto só vai jogar contra você. No primeiro momento de tentação, você tanto vai gastar o que não precisa como ainda desistir de todo o seu controle.
  • Para segurar com besteirinhas do dia a dia (lembre-se não devem fugir daqueles 30%), calcule um valor mensal para elas. E faça um saque no banco (use o dinheiro como único meio de pagamento para este tipo de despesa). Quando acabar, não saque, assim evitará gastos desnecessários e fora do que planejou.
Até a próxima. Cris luna, ações

Comentário

Notícias mais relevantes