Academy Educação Financeira

Não deixe erros do passado prejudicarem seu futuro financeiro

junho 25, 2018 - 11:49 am

Se suas finanças estão arruinadas, e você está se perguntando como seus planos de poupança foram desviados, reflita sobre seus hábitos financeiros anteriores. Afinal, é fácil repetir os erros do passado e cometer os mesmos erros de orçamento.

Muitos especialistas dizem que é aí que seus problemas financeiros começam. Com isso em mente, convido-o a pensar sobre as formas as armadilhas financeiras que porventura você tenha vivienciado, e algumas estratégias para corrigir sua rota, afastando-se do perigo de cair novamente nos mesmos buracos.

Uma maneira eficiente de refletir sobre o tema é lembrar de como seus pais lidavam com dinheiro em casa. Pai e mãe são nossos exemplos de comportamento na infância, e sua influência continua sobre nós, mesmo depois que deixamos de ser crianças.

Por isso, a chance de uma pessoa repetir na vida adulta o modelo de comportamento financeiro presenciado na infância é alta. Se você viu seus pais adquirindo dívidas, gastando além de suas posses e esforçando-se sem resultados positivos com suas finanças, então é provável que adquira os mesmos hábitos. 

As lições de educação financeira que seus pais ensinaram, ou deixaram de ensinar, afetam sua vida de modo muito importante. De fato, quando os pais não mostram aos filhos o valor do dinheiro, os problemas nessa área fatalmente despontam, mais cedo ou mais tarde.

Estudos demonstram que grande parte daqueles que herdam uma riqueza significativa a perdem dentro de três gerações. A negligência familiar é agravada por nosso sistema de ensino, que também é falho nessa área.

Não existe nenhuma disciplina escolar que nos ajude a saber lidar com dinheiro, nem como poupar, muito menos como investir. Desenvolvemos assim comportamentos e sentimentos equivocados em relação a ele, normalmente associados a emoções do tempo em que éramos crianças.  

Se seus pais discutiam muito por causa disso, você associará dinheiro a sensações de raiva e negatividade. O impacto é tamanho que algumas pessoas crescem acreditando que o dinheiro é ruim, fruto invariavelmente de ganância ou roubo. Outras sofrem distúrbios financeiros, gastando compulsiva e descontroladamente, vivendo permanentemente em ciclos de endividamento. 

Atitudes para evitar os erros do passado

Para fugir da repetição viciosa do comportamento equivocado de seus pais, se este é o seu caso, você deve começar reconhecendo o problema.

Admitir que está gastando dinheiro do jeito que seus pais fizeram. E, entender que isso é errado, é metade da batalha.

Planejar-se para gastar de forma responsável é a outra metade. Tenha em mente o quão sérias são essas questões. Se você vive endividado ou compra por compulsão, consulte um profissional para administrar suas finanças e voltar ao caminho certo.

Se, ao contrário, você viu seus pais desperdiçarem tanto dinheiro, ao ponto de ter desenvolvido um medo excessivo em relação a isso, você igualmente precisa de ajuda, ou corre o risco de ter uma vida limitada. É fundamental, em quaisquer dos casos, pensar seriamente sobre seus hábitos de poupança e gastos, e reformulá-los se necessário.

Desafie-se a enfrentar questões. Como, por exemplo, reserva de emergência e orçamento eficiente, mesmo que não viva com folga em seus ganhos. 

Em síntese, lembre-se de seus pais, e observe seu comportamento atual com o dinheiro. Não deixe seu passado influenciar seu futuro negativamente. Use suas experiências de modo positivo e construtivo. Lembre-se do erros para evitá-los, e dos acertos para repetí-los. Essas experiências não tem preço! As boas e as ruins, pois ambas ensinam.

Comentário

Notícias mais relevantes