Bitcoin

Bitcoin está ligado a pirâmide ou esquema ponzi?

maio 8, 2018 - 11:33 am
O rápido crescimento do bitcoin tem despertado a atenção de autoridades financeiras em todo o mundo. Em dezembro de 2017, ano em que a criptomoeda teve grande taxa de adesão, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, associou o ativo a um esquema de pirâmide. Na ocasião, Goldfajn afirmou que “moedas virtuais do jeito que estão hoje com essa subida vertiginosa, onde não há lastro, não há ninguém para regular, levam a um risco tal que o Banco Central emitiu um comunicado de alerta”.

Em que consiste uma pirâmide financeira?

Uma pirâmide financeira, também conhecida como ponzi, consiste em uma falsa empresa com o único objetivo de gerar lucro para os líderes. Para conseguir movimentar o negócio, a liderança dessas “empresas” busca atrair pessoas com a promessa de ganhar dinheiro fácil através da venda de algum produto ou serviço. Toda a arrecadação de dinheiro vem da adesão de participantes e suas vendas e por isso se usa o conceito de pirâmide: quem está na parte de baixo trabalha para gerar lucro para quem está no topo. Apesar de ser ilegal, esse tipo de negócio é bastante comum e difícil de ser combatido porque se mostra atraente para muitas pessoas. Uma vez que um indivíduo se torna integrante do grupo, ele é incentivado a trazer mais e mais pessoas.

Por que o bitcoin está associado a esquemas de pirâmide?

O que faz o bitcoin ser associado a esquemas de pirâmide é o fato de que muitos investidores compram a moeda pensando em vendê-la mais cara no futuro, ou seja, sempre passá-la para frente. A questão ainda divide a opinião de muitos especialistas, mas ainda não é possível afirmar se a criptomoeda está ligada ou não a esse tipo de negócio porque depende da forma como ela é utilizada por cada usuário. Existem esquemas de pirâmides que utilizam moedas virtuais, por isso, é preciso estar sempre atento para saber reconhecer e aprender a proteger o seu dinheiro.

O Bitcoin é seguro?

Como investimento, o bitcoin é considerado de risco devido à volatilidade de seus preços. É preciso entender e acompanhar o mercado de criptomoedas para saber o momento certo de vender ou comprar a moeda. No entanto, como forma de pagamento descentralizado, o bitcoin é altamente seguro. O sistema utiliza a tecnologia blockchain, responsável por validar todas as transações com a moeda por meio da mineração. Além disso, todos os dados dentro do bitcoin são criptografados e os nomes reais dos usuários não são divulgados. As informações sobre todas as transações ficam registradas em um banco de dados que pode ser acessado por qualquer usuário.

Moedas são armazenadas em wallets

As moedas são armazenadas em wallets, que equivalem a carteiras físicas. Nelas, os usuários têm acesso a toda quantia de moedas existentes e podem fazer trocas com outros indivíduos, em qualquer lugar do mundo.  

As wallets possuem chaves públicas e privadas

Cada usuário tem apenas uma wallet, que é encontrada por outra pessoa por meio de um endereço com cerca de 30 caracteres. As wallets são acessadas por meio de chaves públicas e privadas. As chaves públicas correspondem ao endereço pelo qual outras pessoas vão encontrar outro usuário para fazer transferências ou pagamentos. Já a chave privada, é uma senha pessoal, que garante a segurança das moedas. Somente o usuário deve ter acesso à chave privada. Caso contrário, outra pessoa poderá movimentar seus bitcoins sem que ele saiba.

Wallets online, wallets desktop e wallets de papel

Existem diversos tipos de wallets, as mais comuns são: wallets online, wallets desktop e wallets de papel - Wallets online ou armazenamento quente Para ter uma wallet online, basta criar uma conta em qualquer serviço disponível e guardar a sua carteira lá. Ela poderá ser acessada de qualquer computador, porque estará armazenada em uma espécie de nuvem. No entanto, é preciso ter cuidado porque a sua senha privada estará salva em outro servidor. Isso quer dizer que a chance de hackers invadirem a sua conta é maior. Esse tipo de wallet também é conhecida como armazenamento quente e não é recomendável para grandes quantidades de moedas. - Wallets desktop ou armazenamento frio Se você tem muitos bitcoins, o ideal é guardar suas moedas em wallets de desktop, ou seja, em carteiras frias. É necessário apenas fazer o download da carteira em seu computador ou celular. Ela só poderá ser acessada por meio do dispositivo onde foi baixada e, caso seja perca o seu computador ou celular, poderá ter acesso a sua carteira por meio de backups. - Wallets de papel As wallets de papel também são meios de armazenamento frios. E consistem na impressão das chaves públicas e privadas em um pedaço de papel. As senhas são impressas na forma de QR Code e o documento deve ser guardado pelo usuário em um local seguro. A grande vantagem da wallet de papel é que ela não está sujeita a ataques de hackers ou falhas de sistema. O lado negativo desse tipo de carteira é que por ser de papel, ela pode ser facilmente rasgada ou pode estragar. Dessa forma, quem optar pode esse tipo de armazenamento deve tomar certos cuidados, deixando a wallet protegida.

Como garantir a segurança de sua wallet?

O primeiro passo para garantir a segurança de sua carteira é escolher o tipo de armazenamento mais adequado. Depois disso, o usuário precisa tomar certos cuidados para evitar que a sua wallet seja alvo de hackers. - Crie uma senha forte e tenha cuidado para não perdê-la É muito importante criar uma senha privada forte e ter cuidado para não se esquecer do seu código. Quando um usuário perde a senha de sua wallet, ele também perde o seu saldo de moedas permanentemente. - Faça backups e criptografias Após armazenar suas criptomoedas em um local seguro, faça backups regularmente de sua wallet. É recomendável que esses backups sejam criptografados porque eles não estão livres de hackers. Criptografar os backups e só acessar a sua carteira em locais seguros vão ajudá-lo a proteger suas moedas. - Mantenha seu software atualizado Também é importante manter o seu software de Bitcoin sempre atualizado. As atualizações permitem que o programa receba correções e novas funcionalidades, o que previne problemas. - Utilize a opção multi-assinaturas Dentro do sistema Bitcoin, existe a opção de multi-assinaturas. Essa função permite que várias pessoas possam aprovar uma mesma transação. As operações só são aprovadas após a validação de cada um dos usuários interligados. No caso de uma empresa, por exemplo, a opção pode ser útil para que um ou mais sócios tenham controle sobre as moedas.

Comentário

Notícias mais relevantes