Educação Financeira

Saiba como investir em fundos de investimentos

outubro 26, 2018 - 12:02 pm
Antes de explicar como investir em fundos é importante que saibamos o que é, de fato, um fundo de investimento.  Vamos lá!? Fundo de investimento é um tipo de aplicação financeira que reúne recursos de um conjunto de investidores. Estes são chamados de cotistas, cujo o objetivo é obter lucro com a compra e venda de títulos e valores mobiliários, de cotas de outros fundos ou de bens imobiliários, tanto no Brasil quanto no exterior. Cada cotista possui um número de cotas proporcional ao valor total de seus investimentos. O valor da cota é atualizado diariamente e o cálculo é feito multiplicando o número de cotas adquiridas pelo valor da cota do dia. Além disso, o patrimônio de um Fundo de Investimento é a soma de todos os recursos aplicados por seus diferentes investidores. O fundo de investimento é regido por um regulamento, e como tal, a administração e a gestão do fundo é realizada por profissionais capacitados.  A regulamentação deste investimento é feita pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais). Esses órgãos são responsáveis por classificar e fiscalizar todas as atividades do fundo. Quanto aos fundos, eles são administrados por especialistas, dessa forma é cobrada taxa de administração para que a gestão do fundo tome decisões relacionadas aos ativos da carteira como, fazer novas aquisições ou vendas. Assim, os fundos de investimentos são considerados uma forma simples de fazer investimentos complexos.

Opções para investir em fundos

Para começar a investir em fundos, você precisa de cotas mínimas que vão de R$ 500 até R$ 50.000. Contudo, pelo valor mínimo ser baixo tem um preço, assim os fundos de investimentos podem cobrar dois tipos de taxas: a de administração e a de performance (esta taxa nem todos cobram). Os fundos de investimentos são classificados de acordo com a composição da carteira e, tem como objetivo a rentabilidade e prazo de aplicação. Os principais fundos são: 1. Fundos de ações; 2. Fundos de Curto Prazo; 3. Fundos de Renda Fixa; 4. Fundos Cambiais; 5. Fundos da Dívida Externa; 6. Fundos Multimercado; 7. Fundos Imobiliários; Como esse tipo de investimento é regulamentado, então se torna uma opção bastante segura para a sua carteira. Para que um fundo deste seja ofertado no mercado, primeiramente precisam ser registrados pela CVM. Portando, quando optar por este tipo de investimento, a recomendação é verificar antes se ele está devidamente cadastrado e listado da CVM. A Anbima é responsável por determinar parâmetros de composição destas carteiras. Assim como fiscalizar a qualidade das informações disponibilizadas pela gestão do fundo ao mercado. Dessa forma, o objetivo da Anbima é a transparência e a clareza para os investidores. Esta opção de investimento possui diversas vantagens em comparação a um investimento individual. 1. Diversificação; 2. Gestão especializada; 3. Liquidez; 4. Praticidade;  5. Redução de custo de corretagem; 6. Imposto cobrado na fonte;  7. Acessibilidade;

Ao escolher um fundo, você precisa saber e levar em consideração os seguintes fatores:

• Classificação (tipo) e risco do fundo; • Prazo de resgate (liquidez); • Taxa de administração; • Histórico do fundo; • Aplicação inicial;  • Prospecto do fundo. 

Mas, afinal, qual o melhor fundo para se investir em 2018 principalmente neste cenário político atual?

Esta resposta vai depender do seu perfil financeiro e dos seus objetivos. Quando temos um objetivo fica mais fácil sair de um ponto A para um ponto B. Em finanças também é extremamente importante definir o objetivo. Entretanto, a educação financeira é extremamente importante. Pois ela vai te ajudar com suas as estratégias em conseguir sucesso. Portanto, se pergunte o que é mais importante para você neste momento, antes de investir em fundos. Tem o perfil agressivo e esta instabilidade é uma oportunidade para arriscar um pouco mais? Ou tem o perfil mais conservador e sua necessidade é ter segurança?  Se procura apenas um rendimento acima do CDI, a recomendação é aplicar em um fundo multimercado moderado. Mas se busca um fundo que supere o Ibovespa, aplique seu dinheiro em um fundo de alta performance. Contudo, tenha em mente que arriscar é investir a longo prazo, esperando a variação de pelo menos 1 ou 2 anos. Para finalizar, a dica é: obtenha conhecimento financeiro, saiba qual seu perfil financeiro, tenha um objetivo claro, diversifique sua carteira e vá inserindo mais conhecimento para aumentar seus rendimentos. Até a próxima. Cris luna, ações

Comentário

Notícias mais relevantes