Noticias

Como criar carteira Dynasty?

julho 13, 2018 - 4:45 pm
Qualquer pessoa que invista em criptografia possui uma carteira, caso contrário não poderá usar suas moedas digitais. Portanto, quem pretende adquirir a criptomoeda brasileira Dynasty deve procurar usar uma carteira confiável. Primeiramente, sem uma carteira, será impossível manter, gastar ou receber moeda criptografadas. Em outras palavras, o papel da carteira é substituir uma conta bancária tradicional. 

Como criar carteira Dynasty

Nossa sugestão é usar a carteira Coinpayments, que é muito popular e aceita mais de 745 criptomoedas numa conta online. Além disso, é gratuita e não cobra o registro. Você pode armazenar a cryptomoeda Dynasty nessa carteira. Uma das vantagens de utilizar a Coinpayments é o fato dela ser conhecida mundialmente para fins comerciais. Saiba que toda a carteira online corre o risco de ser hackeada. Por isso, é importante manter sua chave privada em segurança. A Dynasty foi criada por uma equipe de brasileiros visando o mercado imobiliário global. Segundo o CEO da companhia, Eduardo Carvalho, os ativos estão prontos para a compra. Quem ainda não tem uma carteira e quer adquirir a Dynasty, entre no site da Coinpayments e faça seu cadastro. Por meio dela, os investidores podem realizar transações para aquisição de títulos de fundos imobiliários. Quando você cria sua carteira, recebe várias informações, incluindo:  - Chave privada: Essa é a forma de se conectar à sua carteira, em outras palavras, é como um login. - Chave pública: Em comparação com uma conta bancária, a chave pública é equivalente ao código IBAN. A chave pública será útil quando você decidir fazer transações.  Saiba que você vai precisar de uma carteira para cada moeda, você não pode fazer uma única carteira para manter diferentes moedas. Portanto, se repetirmos a comparação com uma conta bancária, você não poderá ter uma conta com dólares, misturada com euros. Dessa forma, deverá ter duas contas separadas, para não misturar moedas e taxas.  

Comentário

Notícias mais relevantes