Noticias

EUA é acusado de impedir Irã de minerar criptomoedas

julho 7, 2019 - 2:50 pm
O ministro-adjunto da Indústria, Comércio e Abastecimento do Irã, Saeed Zarandi, afirmou recentemente que os Estados Unidos está tentando impedir que o país realize a mineração de criptomoedas como o Bitcoin. De acordo com um canal local, Zarandi declarou que o Congresso norte-americano suspeita que o Irã possa usar criptoativos para escapar de sanções. Além disso, usar a mineração para a lavagem de dinheiro. Logo, está trabalhando para impedir a produção de uma moeda digital iraniana, disse ele. Conforme Zarandi, vários ministérios do Irã estão trabalhando com o Banco Central do país para resolver o problema de regulamentação das criptomoedas. Ano passado, a Rede de Repressão a Crimes Financeiros dos EUA (FinCEN) acusou o Irã de usar moedas digitais para escapar das sanções. Na época, a organização constatou que o uso de ativos digitais era pequeno no país. Assim, verificou-se que o Irã movimentou cerca de US $ 3,8 milhões em transações com Bitcoins por ano, desde 2013.

Criptomoeda iraniana

No início deste ano, o Banco Central do Irã anunciou o lançamento de uma criptomoeda nacional apoiada pelo ouro. A chamada PayMon seria baseada na rede Stellar Lumens (XLM). No entanto, não está claro as reais intenções do Irã em relação à criptografia.

Aumenta a tensão entre EUA e Irã

As tensões entre os EUA e o Irã vêm aumentando nas últimas semanas. No mês passado, o Irã derrubou um drone dos EUA alegando que entrou em seu espaço aéreo. No entanto, o presidente dos EUA, Donald Trump, após ter sido informado, afirmou que o país cometeu um erro. Trump cancelou um ataque planejado contra o Irã logo depois, já que teria supostamente matado 150 civis. Segundo alguns analistas, as tensões crescentes têm sido boas para o Bitcoin. Isso porque a criptomoeda atingiu novos patamares quando a situação ficou mais tensa.  

Comentário

Notícias mais relevantes