Noticias

Índice Bovespa opera em alta de olho na tramitação da reforma da Previdência

julho 10, 2019 - 12:09 pm

O Índice Bovespa (Ibovespa) - principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo - opera em alta, nesta quarta-feira (10), com a tramitação da reforma da Previdência no radar.

Por volta das 10h10 o Ibovespa registrava alta de 0,53% alcançando 105.084,48 pontos. O mercado está atento ao possível processo de votação que iniciará nesta quarta, a partir das 10h30.

Reforma da Previdência

Na madrugada desta quarta-feira a Câmara dos Deputados concluiu a fase de debate da proposta de emenda á Constituição (PEC). Dessa forma, a votação terminou em um placar de 353 a 118.

Após o debate, os deputados tentarão a partir da manhã desta quarta votar em primeiro turno a PEC da reforma da Previdência. De acordo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a reunião terá início às 10h30.

Bolsonaro se diz confiante

O presidente da República, Jair Bolsonaro, se manifestou na última terça-feira (9) positivamente quanto a aprovação da reforma da Previdência.

“Segundo informações de vocês mesmos, o Rodrigo Maia é o nosso general dentro da Câmara agora para aprovar com toda certeza antes do recesso os dois turnos dessa nova Previdência”, disse Bolsonaro.

Maia diz trabalhar para acontecer a votação

Para que a proposta da reforma seja aprovada é necessário que 60% dos deputados votem a favor nos dois turnos. Esse valor é equivalente a 308 parlamentares de 513 parlamentares.

“Vamos trabalhar para isso. A gente sabe que não é uma votação simples. 308 votos é um número enorme de deputados, ainda tem algumas conversas sendo feitas, mas a nossa intenção é que a gente possa fazer um bom debate o dia e, a partir do fim do dia, início da noite, tentar começar a construir o processo de votação”, disse Maia.

Inflação

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgou nesta quarta-feira (10) o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 0,01% em junho. Essa é, portanto, a menor taxa para 2019.

O índice acumula alta de 2,23% no 1° semestre e de 3,37% nos últimos 12 meses. Corresponde a taxa em 12 mess mais baixa desde maio de 2018.

Com informações da Suno Research

Comentário

Notícias mais relevantes