Noticias

Metrô do Rio de Janeiro permite pagamentos com Bitcoin

agosto 3, 2019 - 2:00 pm

A concessionária MetroRio, que opera o Metrô do Rio de Janeiro, iniciou a implantação de pagamentos com bitcoin. A iniciativa conta com o apoio da Visa, Banco do Brasil, Bradesco e Cielo. Assim, torna-se a primeira operadora metroviária do mundo a utilizar o novo módulo Visa Secure Access (SAM) como parte do projeto.

Os planos da empresa foram revelados pela primeira vez em março. O Visa SAM é baseado na tecnologia EMV (pagamentos eletrônicos seguros de débito e crédito). Dessa forma permite que catracas de transporte público aceitem qualquer cartão ou dispositivo habilitado para NFC (tecnologia de comunicação sem fio), sem a necessidade de substituir o hardware do terminal.

Parcerias para pagamento com Bitcoin no metrô do Rio de Janeiro

A solução foi projetada em cooperação com a empresa Planeta Informática, o Grupo Ingenico e a Digicon. A Cielo, maior processadora de cartões de pagamento do Brasil, também esteve envolvida. O projeto conta ainda com a Software Express, uma empresa da First Data, responsável pelo processamento de transações de proximidade.

De acordo com o presidente da MetroRio, Guilherme Ramalho, o objetivo é facilitar a vida dos usuários oferecendo praticidade, a partir de inovações tecnológicas. Portanto, os passageiros do metrô do RJ podem usar seu crédito ou carteira digital do smartphone para acessar o sistema. A iniciativa elimina filas e torna as viagens mais rápidas e simples.

A aceitação de Bitcoin para o pagamento da passagem no Metrô será estendido a todas as 41 estações do Rio de Janeiro. Conforme a Visa, a empresa está trabalhando ao lado de bancos, fintechs e varejistas para aumentar o uso de pagamentos com Bitcoin no Brasil.

Segundo dados da Visa, cartões digitais e carteiras móveis estão em uso por mais de 3 milhões de empresas brasileiras. Assim, mais de um milhão de transações são feitas mensalmente.

A Cielo é uma das principais provedoras de terminais de pagamento no Brasil. De acordo com a empresa, está havendo um trabalho em conjunto com participantes do ecossistema para ajudá-los a entender como a tecnologia é usada. Além disso, a iniciativa visa aumentar a adoção pelos usuários.

Comentário

Notícias mais relevantes