Noticias

O que é Dash?

maio 25, 2018 - 4:11 pm
Conheça o Dash, a criptomoeda derivada do Bitcoin, com foco na interface amigável, ideal para pessoas com pouco conhecimento em tecnologia.

Dash, o dinheiro digital

O Dash (DASH) é um criptomoeda open source, que usa a tecnologia Blockchain, assim como a vasta maioria das moedas e protocolos digitais. Dessa maneira, apresenta muitas semelhanças em relação ao Bitcoin, projeto de inspiração, principalmente quanto aos seus benefícios, como a segurança e transparência de transações. Entretanto, o Dash tem como ambição se aproximar ainda mais do dinheiro físico do que seu precursor. Nesse sentido, ele introduz funcionalidades como transações instantâneas (Instant Send) e privacidade (Private Send). Com o intuito de atrair usuários não ligados à tecnologia de criptomoedas, ele também apresenta uma interface mais amigável para transações. Dessa forma, endereços criptografados são substituídos por nomes de contato. Além disso, o Dash possibilita compras rápidas na internet, com apenas um clique. Outra característica destacada é quanto à sua administração, sendo uma das primeiras organizações autônomas descentralizadas do mundo, as DAO. Essa particularidade foi possibilitada graças ao seu mecanismo de auto-governança e auto-financiamento, que também propicia a criação de entidades independentes, à serviço da rede Dash. Em síntese, a DAO fica com uma pequena porcentagem de cada unidade criada. Assim, os fundos dessa reserva são revertidos para projetos em seu próprio benefício, como a contratação de novos desenvolvedores e financiamento de parcerias tecnológicas. A rede administrativa descentralizada DAO é formada por usuários Masternode espalhados pelo mundo, que votam a favor ou contra o investimento em novos projetos. Além de eficiente, esse sistema também contribui para a valorização da moeda digital. Isso ocorre devido ao loop positivo que foi criado. O Dash, constantemente impulsionado por projetos financiados, se valoriza, logo, mais dinheiro vai para o fundo de financiamento. 

XCoin e Darkcoin

Originalmente, o nome do Dash era XCoin, lançado em 2014, com uma série de melhorias em relação ao Bitcoin, como a transação instantânea sem a necessidade de confirmação de uma autoridade central. Em seguida, a moeda foi rebatizada de Darkcoin, em alusão à aplicação do princípio de fungibilidade no sistema. A saber, a fungibilidade permite a irrastreabilidade de transações. É o mesmo princípio usado em outras moedas anônimas, como o Monero. O nome atual foi estabelecido após um processo de rebranding da marca, ocorrido em março de 2015. A fim de ser melhor aceito pelo público, o novo nome faz alusão ao dinheiro tradicional (Digital Cash, dinheiro digital em inglês).

Como minerar e comprar unidades DASH

Semelhantemente ao Bitcoin, o DASH também pode ser minerado. É também através desse processo que as transações são legitimadas na rede Blockchain. Para tal, o sistema emprega como consenso o PoW, Proof of Work. Para cada bloco minerado, existe uma divisão feita pelo sistema. Sendo assim, 45% da recompensa é destinada ao minerador, 45% para os masternodes e 10% para a reserva do DAO. A mineração pode ser realizada individualmente ou em comunidades Pool. Em contrastate a criptomoedas preocupadas com uma mineração igualitária, o Dash é compatível com ASICs. Esses hardwares de alto desempenho são extremamente caros, tornando desigual a mineração contra CPUs e GPUs, também suportados. O Dash também pode ser comprado diretamente em plataformas de exchange e P2P, mediante a instalação do aplicativo carteira. 

Comentário

Notícias mais relevantes