Noticias

Aprenda o que é Tezos?

outubro 16, 2018 - 1:57 pm
Você provavelmente ouviu falar pela primeira vez sobre a Tezos (XTZ) em 2017, quando a ICO da empresa arrecadou US$ 232 milhões. Embora esse número já tenha sido superado (notavelmente pelos US$ 4 bilhões arrecadados pela EOS), foi um recorde na época.  Com quase um quarto de bilhão de dólares em capital levantado, Tezos tem a chance de se tornar um importante competidor de blockchain. No entanto, XTZ também tem um passado conturbado, que obscurece seu futuro. 

O que é Tezos?

Apresentando o primeiro blockchain auto-evolutivo do mundo, a Tezos é uma plataforma de contrato inteligente semelhante à Ethereum. A criptografia está avançando em tal ritmo que parece bastante difícil acompanhar todas as atualizações. À medida que novas inovações ocorrem, XTZ prevê que sua blockchain permanecerá na vanguarda. O foco da plataforma é oferecer atualizações do protocolo on-chain através de um modelo otimizado de consenso Proof-of-Stake. Assim, todos os interessados ​​podem participar da estrutura de governança. O projeto foi idealizado pelo cientista da computação francês, Arthur Breitman. Juntamente com sua esposa Kathleen, eles gerenciam a Tezos de um escritório em São Francisco nos EUA. Os Breitmans pediram a Johann Gevers que se tornasse o presidente da fundação Tezos.

Como a Tezos funciona?

Primeiramente, é uma rede peer-to-peer, distribuída que tem como objetivo fazer algumas melhorias notáveis ​​em relação ao Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas. Confira alguns de seus principais recursos:

Governança On-Chain

Uma característica fundamental é o envolvimento de todas as partes interessadas na direção e governança da plataforma. Assim, os participantes podem aprovar ou vetar alterações no código ou protocolo.

Evolução do código

Um blockchain típico usa os três protocolos seguintes: Protocolo de rede - descobre transmissões de blocos. Protocolo de transação - decide o que torna uma transação válida. Protocolo de consenso - determina como o consenso é alcançado em uma cadeia única. No entanto, no caso da Tezos, eles usam um protocolo de rede genérico que é compatível com os diferentes protocolos de transação e consenso que um blockchain precisa.  Logo, o código-fonte é implementado no OCaml, uma linguagem de programação rápida, flexível e funcional que deve atender ao projeto e a seus requisitos técnicos.

Prova de consenso

A prova de consenso é alcançada através de um método alternativo de prova de participação (dPOS). Por exemplo, uma criptomoeda como EOS se concentra na ampliação de usuários ao custo de segurança e descentralização. No entanto, a Tezos quer preencher uma lacuna entre segurança e descentralização por ainda poder aproveitar os benefícios que a dPOS pode trazer.

Baking

Neste modelo de blockchain, os usuários realizam depósitos e são recompensados ​​por assinar e publicar blocos. Qualquer mau comportamento resultará em um depósito perdido. De acordo com dados recentes, já existem mais de 450 usuários contribuindo para a proteção e segurança da rede.

Vantagens e desvantagens da Tezos

Governança Comunitária

Qualquer melhoria feita no blockchain da Tezos é decidida pela comunidade de portadores de tokens XTZ. Portanto, serão realizados apenas aperfeiçoamentos que alcancem consenso.  Os detentores de token Tezos votarão nas alterações que desejam ver incluídas. Quanto mais tokens o usuário tiver, mais peso terá o seu voto. Se aprovado, as alterações podem ser feitas com pagamento garantido para o codificador. Em suma, os três benefícios dessa abordagem são: - Hard forks podem ser evitados, impedindo uma divisão da cadeia e da comunidade; - O protocolo recompensa sua própria comunidade pela realização de melhorias necessárias ou desejadas; - Os upgrades são feitos de forma contínua e descentralizada.

Verificação formal

O protocolo Tezos mostra matematicamente a correção de contratos inteligentes e aplicativos descentralizados que são executados no topo do blockchain XTZ. Isso deve ajudar a evitar erros nesses contratos inteligentes. Esse método não permite que terceiros se envolvam no processo de verificação, mantendo as informações e o código seguros e descentralizados. A própria plataforma Tezos também garante que nenhum terceiro possa censurar ou desligar os aplicativos que estão sendo executados no blockchain.

Comunidade de apoio

Para desenvolvedores ou qualquer outra pessoa interessada em Tezos, existem vários fóruns de discussão disponíveis. Isso facilita a comunicação dentro da comunidade, sendo um bom lugar para encontrar respostas sobre o protocolo XTZ. 

Desvantagens

Desavenças

Depois do sucesso da oferta inicial de moedas (ICO), a XTZ experimentou muitos conflitos entre a Fundação Tezos e a empresa Breitmans nos EUA. Os Breitmans formaram a Fundação Tezos na Suíça para aproveitar as regulamentações bancárias do país. Os fundos da ICO eram mantidos e controlados pela Fundação Tezos, que se tornou não cooperativa no uso dos fundos para desenvolver ainda mais o blockchain. Houve também um atraso na emissão de tokens, com a XTZ não alcançando investidores. Isso foi causado pelo atrito entre o Breitmans e o presidente da Fundação Tezos, Johann Gevers. Eles discordaram sobre quem contratar para a fundação. Além disso, sobre quem controlaria o site da Tezos, o domínio e os servidores de e-mail. Em outubro de 2017, Johann Gevers renunciou à presidência. 

Ações judiciais

O atraso na distribuição dos tokens devido a todo o conflito interno também despertou o interesse da Securitiesand Exchange Commission (SEC) nos EUA. Dessa forma, Tezos se tornou alvo de inúmeras ações judiciais. O resultado da ação foi que os tokens XTZ deveriam ser considerados títulos sob a lei dos EUA.  Portanto, eles precisavam ser vendidos legalmente a investidores e regulamentados pela SEC. Mesmo assim, Kathleen Breitman, afirmou que precisava haver algum avanço e que os tokens XTZ deveriam ser controlados sob seus próprios termos.

Tezos na CoinMarket

O valor de mercado da Tezos é de US$ 877.024.638 em 16 de outubro de 2018 (14:10), sendo a 18ª no ranking da Coin Market. A versão beta foi lançada em 30 de junho de 2018, quase um ano após o término da ICO. A data de lançamento da rede principal deve ocorrer quando a betanet estiver estável e os bugs forem corrigidos.  Tezos é comercializável em três bolsas até agora: Gate.io (que processa mais de 50% do volume de negociação), HitBTC e Gatecoin. Além disso, possui mais de US$ 2 milhões em volume de negociações diárias.  

Comentário

Notícias mais relevantes