Noticias

Saiba o que são baleias de Bitcoin e como elas atuam no criptomercado

setembro 4, 2018 - 4:05 pm
No universo cripto, baleias de bitcoin (whale, em inglês) é um termo constantemente utilizado. Mas, muitas das vezes, passa despercebido por aqueles que não compreendem seu verdadeiro significado.  O termo é uma analogia com o próprio mamífero, que impera nos oceanos. Porém, no mercado cripto, utilizamos a definição para nos referir a investidores donos de grandes quantidade de Bitcoin, que muitas das vezes, se sobressaem sobre os "peixinhos".  Além de investidores, a palavra também é usada para as grandes empresas de detém reserva significativa da criptomoeda.  A dinâmica no mercado é similar com a das águas marítimas. Se no mar a baleia é o predador dos peixes menores, no mercado ocorre o mesmo. Em ambos ambientes, a flutuação também são determinadas pelas baleias.

Como as baleias de bitcoin atuam

A atuação das baleias se dá em uma estratégia simples, porém expressivamente lucrativa. Elas constumam investir vários bitcoins para comprar uma grande quantidade de outra criptomoeda qualquer.  Tão logo o mercado começa a reagir, com a alta repentina (pump) dessa moeda, ou seja, à ação do investimento especulativo, as baleias entram em cena novamente. Nesse momento, elas aproveitam a valorização do preço e vendem todas suas novas moedas. Que já podem até mesmo ter quadruplicadoo seu valor do investimento inicial.  Em suma, as baleias jogam a isca no mercado. E quando suas presas caem na armadilha, a gigante dá o bote, conseguindo lucros de 30, 40 ou até mais bitcoins em uma sacada só. Essa artimanha é tão lucrativa que, iIncluvise, grandes bancos têm equipes de comerciantes voltadas para planejar as estratégias comerciais no mercado, para assim, obter esses significativos lucros.  Contudo, há situações em que as baleias podem perder um pouco dessa influência. Isso ocorre quando as criptomoedas começam a amadurecer. Ou, em outro caso, quando a capitalização das moedas aumentem. 

Baleias do ecossistema cripto

Tal como no mar, onde encontrar uma baleia não é algo tão rotineiro, no mercado cripto também ocorre o mesmo. Estima-se que cerca de 40% de todos os bitcoins circulantes estejam concentrados entre apenas 1000 usuários.  Dessa forma, pode-se dizer que há apenas 1000 baleias de bitcoins por aí. Essa estimativa foi revelada em novembro passado, pela AQR Capital Management, empresa de gestão de investimentos norte-americana. Além dos usuários, há os investidores intitucionais que também gerenciam milhares de bitcoins.  Assim, estes podem utilizar esse domínio para injetar seus bitcoins estrategicamente no mercado. E fazem isso através das exchanges, de forma anônima, sem que ninguém perceba.   Entre eles, os grandes investidores do ecossistema cripto são: Pantera Capital, Reserva Bitcoins, Financeiro binário, Coin Capital Partners, Falcon Global Capital, Fortress Bitcoin Investment Trust e  Global Advisors Bitcoin Fundo de Investimento. 

Comentário

Notícias mais relevantes