Noticias

O que são ETF’s de Bitcoin e por que causam polêmica?

setembro 10, 2018 - 4:03 pm
Enquanto o Bitcoin (BTC) desfruta de vários mercados futuros, a criptografia ainda não alcançou outro marco financeiro: a inclusão de ETF's de Bitcoin, ou seja, um fundo de investimento negociado na bolsa de valores. Primeiramente, um ETF é um título negociável que rastreia um índice de fundos, uma mercadoria ou ativos. Portanto, os ETFs negociam similarmente a uma ação comum em uma bolsa de valores. Assim, os ETFs não têm um valor patrimonial líquido (NAV) calculado no final de cada dia. No entanto, desfrutam de maior liquidez e empregam taxas mais baixas. Um ETF detém os ativos subjacentes que compõem o fundo e divide a propriedade desse ativo em ações. Como tal, os acionistas de um ETF não possuem diretamente esses ativos, mas têm direito a ações do próprio ETF. Portanto, um ETF pode ser considerado um fundo distribuído que pode ser negociado em partes em uma troca de moeda.  Dessa forma, funciona oferecendo aos acionistas uma denominação dos lucros dos quais o fundo participa. Dado que o valor do fundo é distribuído por meio de ações, os acionistas podem facilmente comprar, vender ou negociar ações do ETF da mesma forma que as ações de uma empresa. Se um ETF for liquidado, os acionistas ainda podem reter o valor residual.

ETFs de Bitcoin ainda não foram aprovadas

Embora vários ETFs de Bitcoin tenham sido propostos, ainda precisam ser aceitos pela Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos Estados Unidos. No entanto, a SEC já negou mais de 10 propostas de ETFs de Bitcoin devido à falta de comprovação de que os investimentos cumpriam todas as exigências legais. De acordo com a SEC, os volumes de negociação e liquidez nos contratos futuros de Bitcoin são muito baixos para servir como um indicador de preço de BTC. Um ETF de Bitcoin compraria uma quantia subjacente de BTC e distribuiria esses fundos em ações, divididas entre os acionistas. Muitos ETFs de Bitcoin propuseram o rastreamento do preço da moeda através de contratos futuros, e não através do preço listado do BTC nas trocas de criptomoedas. 

Importância dos ETF's para o mercado cripto

Um ETF de ouro, por exemplo, permite que alguém invista no valor do ouro sem realmente precisar comprar ou vender ouro ou encontrar um lugar para armazená-lo.  Um ETF de Bitcoin permitiria que as pessoas especulassem sobre o valor do Bitcoin sem realmente precisar comprar ou vendê-lo. Em vez disso, a empresa que negocia o ETF apoiaria o produto com uma quantidade apropriada de participações em BTC.  Portanto, caso os ETFs de Bitcoin sejam aprovados serão disponibilizados em mercados abertos. Em geral, isso é considerado bastante otimista. Logo, mais instituições e indivíduos comprariam e venderiam Bitcoins, legitimando a moeda como uma classe de ativos real, viável e regulada. As barreiras técnicas à compra e venda de Bitcoins são atualmente bastante altas. Assim, acredita-se que os ETFs podem garantir que as pessoas possam investir com facilidade. Por outro lado, o principal impedimento para aprovação de ETF’s de Bitcoin está na extrema volatilidade dos preços. Além disso, possíveis problemas de liquidez. Segundo a SEC, isso entra em conflito com a exigência de que os ETFs recebam avaliações diárias. Isso permite que os clientes retirem fundos facilmente. 

Visões contrárias ao ETF's de Bitcoin

Os ETFs são um grande negócio e, desde o ano passado, seu tamanho de mercado cresceu. Seu sucesso incorpora principalmente facilidade de uso e baixas taxas de negociação. Os defensores de ETF’s de Bitcoin argumentam que, sendo aprovado, os mercados de criptografia se tornariam um espaço mais seguro e confiável para negociação. De acordo com o fundador da Netcoins, Michael Vogel, ETF’s de Bitcoin acabaria por colocar o BTC nas mãos dos operadores convencionais. No entanto, ele acredita que isso também denota um avanço significativo em termos regulatórios da moeda. Outra especialista que manifestou sua opinião é a fundadora da Trezor, Alena Vranova. Segundo ela, um ETF não é absolutamente necessário para o desenvolvimento do Bitcoin. No entanto, Vranova destaca que isso abrirá portas para novos investidores esperando a legitimidade da moeda. Vranova destaca que, com a aprovação, o BTC se beneficiaria de uma publicidade positiva e o preço provavelmente dispararia. Andreas Antonopoulos, um defensor de Bitcoin de longa data argumenta que, caso os ETFs de Bitcoin sejam aprovados, os investidores não serão detentores da criptomoeda. Portanto, não terão a oportunidade de especular seu preço.  No entanto, ele acredita que a chegada de ETF’s de Bitcoin no mercado inevitavelmente criará uma euforia de curto prazo. Segundo a declaração de Antonopoulos, ETFs quebram o preceito latente do dinheiro peer-to-peer, no qual cada usuário controla seus fundos.   

Comentário

Notícias mais relevantes