news

Nova Zelândia é o primeiro país a pagar salários com criptomoedas

agosto 18, 2019 - 1:15 pm
A Nova Zelândia tornou-se o primeiro país a apoiar empresas a pagar salários com criptomoedas. Dessa forma, funcionários de diversas corporações poderão ser remunerados com moedas criptografadas. Logo, esse movimento alinha a classe de ativos com as formas tradicionais de pagamento. As criptomoedas são, em grande parte, moedas digitais não regulamentadas que permitem aos usuários enviar dinheiro online sem serem rastreados. A decisão do pagamento de salários com criptomoedas partiu da autoridade tributária da Nova Zelândia. Portanto, a partir de 1º de setembro, o bitcoin pode ser usado como remuneração de funcionários, desde que os pagamentos sejam em montantes regulares e fixos. Além disso, a moeda digital escolhida também deve estar vinculada a pelo menos uma moeda tradicional e deve poder ser convertida diretamente em uma forma de pagamento padrão. A decisão da Inland Revenue da Nova Zelândia exclui os contribuintes autônomos de obter renda em moedas criptografadas. Assim, as empresas que optarem por pagar seus funcionários com criptografia poderão deduzir o imposto. Conforme muitos entusiastas da criptografia, esse foi mais um passo para a integração completa das criptomoedas ao redor do mundo. Isso porque os governos estão reconhecendo que as pessoas realmente querem ser pagas com ativos digitais. Para a analista de finanças Mackrell Turner Garrett, tal demanda representa uma mudança cultural. A nova decisão da autoridade fiscal destaca as dificuldades que os reguladores têm para estabelecer marcos legais para criptomoedas.

Salários com criptomoedas taxados como dinheiro

A Receita Federal de Wellington definiu os ativos criptográficos como propriedade, observando que os ativos criptográficos não são definidos como "dinheiro" em nenhum lugar e, portanto, não têm curso legal. No entanto, a autoridade taxará os salários com criptomoedas como dinheiro. Isso porque os ativos digitais possuem muitas das características do dinheiro, segundo as autoridades locais. Como ativos, as criptomoedas são voláteis e questões foram levantadas sobre sua adequação a ser mantida em carteiras de investimento. No começo do ano, o Facebook entrou no debate com o anúncio de sua própria criptomoeda, Libra. Os reguladores, desde então, demonstraram preocupações sobre a privacidade. De acordo com algumas autoridades locais, ser pago através de criptomoedas é “um pouco louco”, já que as flutuações nos preços podem ser grandes e rápidas. O lançamento da Libra em junho pareceu contribuir para um colapso no preço da moeda, que caiu cerca de US $ 2.000 em questão de minutos. Por outro lado, o CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, acredita que o bitcoin alcançará US$ 20.000 antes do final do ano.

Comentário

Notícias mais relevantes