Trading

O que é e para que serve o FED?

setembro 2, 2019 - 1:23 am
Você provavelmente já ouviu falar do Federal Reserve System (FED), principalmente quando o assunto é ativos digitais, como o bitcoin. O órgão define políticas que podem afetar taxas de juros e preços de ações, sendo um sistema norte-americano de “bancos centrais”. De fato, representantes do FED disseminam comentários pessimistas sobre o mercado de criptomoedas. Em julho, o presidente do FED, Jerome Powell, disse que a Libra do Facebook, gera preocupações quanto à privacidade, proteção do consumidor, estabilidade financeira e lavagem de dinheiro.

Uma breve história do FED

Antes da criação do Federal Reserve, os EUA era atormentado por certo pânico financeiro e falências bancárias. Os bancos geralmente não mantinham muito dinheiro disponível. Então, se os clientes perdessem a confiança em seu banco a tendência era sacarem todo seu dinheiro.  Logo, se os bancos não tivessem dinheiro suficiente, acabariam saindo do negócio. Esse pânico pode desencadear várias falências bancárias, o que aconteceu em 1907. Após essa fase, o presidente Woodrow Wilson assinou a lei para criação do Federal Reserve e o Congresso estabeleceu esse sistema em 1913. O objetivo foi acabar com a instabilidade do sistema bancário. Desde então, houve outra legislação que transformou o FED no que é hoje. Quando a inflação disparou nos EUA em 1977, o Congresso decidiu que a estabilidade de preços seria o primeiro objetivo da política monetária nacional do FED. Um ano depois, foi estabelecido o segundo objetivo: a alta no emprego.

Composição e funções do FED

Antes de mais nada, o objetivo do FED é manter a economia dos EUA saudável e o sistema financeiro do país estável. Portanto, sua atuação é semelhante ao Banco Central do Brasil. Assim, ao estabelecer a taxa de juros, a oferta de dólar e a compra e venda de títulos americanos movimentam o preço dos nossos principais ativos. O FED é composto de três entidades principais: - O The Federal Reserve Board of Governors, com sete membros que supervisionam o sistema do Federal Reserve. - Uma rede com 12 bancos que realizam diversos trabalhos administrativos. - The Federal Open Market Committee (FOMC), cujo trabalho é definir a política monetária. Assim, é composto pelos sete membros da Assembléia de Governadores e cinco presidentes do Reserve Bank.  O FED tem quatro funções principais:

1 - Estabelecer a política monetária

Através de sua política monetária, o FED busca alcançar dois objetivos: alta do emprego e baixa inflação. Para isso, estabelece uma taxa-alvo de fundos federais. Assim, todas as instituições depositárias, ou seja, instituições financeiras que recebem principalmente recursos por meio de depósitos ao consumidor, precisam manter certa quantia em bancos de reserva.  Se um banco ou outra instituição depositária não tiver reservas suficientes para atender às suas necessidades, poderá obter um empréstimo de outra instituição financeira. Para combater a inflação, o FED pode aumentar a taxa-alvo dos fundos federais. Agora, para combater uma recessão, o FED pode tentar baixá-la. Saiba o que é inflação.

2 - Supervisão e regulamentação

O FED supervisiona e regula muitos bancos e outras instituições financeiras para promover a estabilidade no mercado. Através do Conselho de Governadores, é definida diretrizes para os bancos por meio de regulamentos e políticas. Assim, cada um dos 12 bancos que compõem o FED, examina os bancos membros para garantir que cumpram as leis e regulamentos. 

3 - Prestação de serviços de pagamento

O FED fornece serviços de pagamento que incluem: - Garantir que haja moeda suficientes em operação. - Compensação de cheques e processamento de pagamentos eletrônicos. - Atua como banqueiro do governo e controla a conta corrente do Departamento do Tesouro. - Registra outras transações, como pagamentos do Seguro Social e cheques da folha de pagamento do governo.

4 - Manutenção da estabilidade financeira

Por meio das três funções acima: política monetária, supervisão e regulamentação e serviços de pagamento, o FED ajuda a manter a estabilidade e as operações diárias do sistema financeiro norte-americano. Mas, há casos em que essas funções podem não fornecer suporte suficiente. Durante esses períodos, o FED pode tomar medidas para evitar problemas no setor financeiro. Por exemplo, após os ataques terroristas de 11 de setembro, os Reserve Banks disponibilizaram um grande número de empréstimos para bancos, cooperativas de crédito e outras instituições financeiras para garantir que ainda pudessem operar.   Artigo em parceria com Mejia Investments – Transformando pessoas comuns em Traders de Sucesso. Confira os cursos exclusivos de Trading na Bolsa da Mejia, aprenda tudo sobre Mercado Financeiro e como operar trading na prática.   

Comentário

Notícias mais relevantes