Bitcoin

Saiba tudo sobre pagamentos e transações de bitcoins

abril 17, 2018 - 1:02 pm

O que é uma transação? 

O processo das transações de bitcoins é um dos mais importantes para quem o possui ou tem qualquer outra criptomoeda. Uma transação financeira nada mais é que um pagamento ou uma transferência como as que fazemos em bancos. No entanto, diferente das transações comuns, as de bitcoin levam menos tempo e podem ser feitas para qualquer lugar do mundo, sem restrições. Como não há nenhum tipo de controle governamental ou institucional sobre o Bitcoin, as transações só dependem dos próprios usuários. Todos os dados são critptografados e não é possível saber a identidade real de quem está fazendo a transação. Quando um usuário recebe bitcoins de outra pessoa, ele só consegue ver um endereço com cerca de 30 caracteres, chamado de chave pública. Os endereços apenas recebem os bitcoins, mas não os envia. As moedas são enviadas de wallets pessoais que são desbloqueadas com a chave privada.

Transações são feitas e armazenadas dentro da blockchain 

Todos os pagamentos e transferências com bitcoin ocorrem dentro da blockchain. É lá que os dados ficam armazenados em ordem cronológica e disponíveis para qualquer pessoa. Para que uma transação seja concluída, ela precisa passar pela aprovação de membros da rede Bitcoin. Isso ocorre pelo processo de mineração e leva cerca de dez minutos, portanto, este é o tempo médio que uma transação leva para ser validada. A confirmação de uma transferência só ocorre após os dados passarem por vários blocos da blockchain. São essas checagens que garantem a segurança dentro da rede. A quantidade de validação para cada transação é definida pelo próprio usuário. Quanto mais validações, melhor.

Armazenamento cronológico impede que haja fraudes na rede  

O armazenamento cronológico da blockchain impede que um usuário mal-intencionado tente fraudar a rede transferindo as mesmas moedas para pessoas diferentes. Os blocos possuem ligação entre si e dependem um do outro. Dessa forma, a rede só poderia ser fraudada se todos os blocos fossem revertidos e os cálculos matemáticos das minerações fossem refeitos, o que é praticamente impossível.

Não existem limites de valores para compras ou transferências 

Outro ponto que difere as transações de bitcoin das que são feitas em bancos é que não existem limites de valores para transferências ou pagamentos. Além disso, cada criptomoeda pode ser dividida em até oito casas decimais e isso permite que haja transações com valores quebrados, como por exemplo 0,001 bitcoin. A menor divisão de um bitcoin recebe o nome de Satoshi.   Ao fazer uma transação, é preciso ter cuidado porque ela não poderá ser cancelada posteriormente. Assim que os dados são processados na blockchain, não é possível reverter a ação, mesmo que a transação ainda não tenha sido confirmada. Caso um usuário envie moedas para outra pessoa e se arrependa no meio do processo ou confunda o endereço de destino, ele só poderá ter os bitcoins de volta se o indivíduo enviá-lo.

Transações de bitcoins têm poucas taxas 

Existem pouquíssimas taxas a serem pagas dentro da rede Bitcoin e boa parte das transações pode ocorrer de maneira gratuita. O valor a ser pago vai depender mais do comportamento do usuário dentro da rede do que da quantidade de moedas que serão transferidas. Por exemplo, um usuário que faz constantes transações com pequenas quantidades de bitcoins vai pagar taxas maiores porque esse tipo de ação exige mais da blockchain. Já aqueles que costumam transferir muitas moedas acabam pagando menos.

Taxas são usadas para recompensar os mineradores 

Os mineradores são responsáveis por manter a segurança do Bitcoin, por meio das validações das transações. Dessa forma, esses usuários são recompensados pelo trabalho prestado e recebem pequenas quantias de moedas em troca. Este é um dos motivos que justificam a existência de taxas dentro da rede. Os usuários também podem se voluntariar a pagar pequenos valores para acelerar o processo de transação e remunerar os mineiros. No Brasil, existem algumas empresas especializadas em troca e venda bitcoins. Elas oferecem o serviço e atuam como intermediárias, as chamadas exchanges.

As exchanges são responsáveis pela conversão de bitcoins em outras moedas 

Exchanges são plataformas semelhantes a casas de câmbio, que permitem a compra e venda de criptomoedas. Essas plataformas são administradas por empresas especializadas na negociação de moedas virtuais. As exchanges funcionam como intermediárias entre vendedores e compradores de bitcoin e são responsáveis por fazer as conversões de dinheiro.

Comentário

Notícias mais relevantes